Estudantes de Gaia desenvolvem campanha de sensibilização de apoio ao comércio local
Estudantes de Gaia desenvolvem campanha de sensibilização de apoio ao comércio local

Estudantes de Gaia desenvolvem campanha de sensibilização de apoio ao comércio local

Partilhar:

Mais de meia centena de jovens de três escolas de Vila Nova de Gaia iniciam hoje a campanha “Juntos fazemos os pequenos fortes”, uma ação de sensibilização junto da população que visa motivar a adesão ao comércio local.

Em declarações à agência Lusa, a coordenadora do “Ubuntu no Bairro”, projeto que conta com várias iniciativas na comunidade, entre as quais algumas realizadas em escolas, referiu que a vontade de fazer algo em apoio ao comércio local foi manifestada pelos jovens e vai concretizar-se na distribuição de autocolantes e postais.

“Atravessamos um momento particularmente sensível para o comércio, um momento em que muitos estabelecimentos lutam pela sobrevivência. A crise económica e de consumo está a crescer. Desafiados pela equipa do ‘Ubuntu no Bairro’, foram os alunos que decidiram optar por este tema e concretizar a reflexão numa campanha que promove o comércio local”, descreveu Sara Martins.

Os estudantes envolvidos frequentam os 3.º Ciclo e Secundário das Escola Secundária António Sérgio, Agrupamento de Escolas de Canelas e Escola Secundária Arquiteto Oliveira Ferreira, em Vila Nova de Gaia, no distrito do Porto”.

O “Ubuntu no Bairro” é um projeto do Instituto Padre António Vieira que, em Gaia, tem como investidora social a Câmara Municipal.

Promovido ao abrigo do programa Portugal Inovação Social, este projeto “pretende reforçar o capital social nas comunidades, incitar ao relacionamento comunitário, criar redes sociais e redes de confiança e criar capital social dentro da comunidade para que esta consiga singrar de uma forma mais coesa e mais saudável”, descreveu a responsável.

A partir de hoje, e seguindo um programa que inclui mais de meia centena de alunos, vai estar na rua a campanha “Compre Local” que tem como lema “Juntos fazemos os pequenos fortes”.

Sara Martins contou que a campanha de sensibilização para a compra no comércio local já foi lançada nas redes sociais e agora partirá para as atividades presenciais com a distribuição da coleção de 10 postais que contém slogans pensados pelos alunos de Gaia.

“O objetivo é mostrar solidariedade, incentivar, sensibilizar as pessoas para a importância do comércio local que é uma riqueza histórica e identitária dos territórios”, referiu.

A campanha será focada em lojas de rua, pequenas e microempresas, num total de cerca de 250 estabelecimentos.

Os postais foram feitos pelos jovens e contêm o nome destes de forma a “promover a proximidade que é também própria do comércio local, acrescentou a coordenadora.

O projeto “Ubuntu no Bairro” trabalha, entre outras vertentes, com escolas, famílias, empresas e comunidade em geral.

À Lusa, Sara Martins referiu que a filosofia desta iniciativa partiu da ideia de que “as empresas dependem das famílias e as famílias dependem das empresas”, razão pela qual “quando a sociedade ganha consciência destas dimensões, esta cresce e o bairro também”.

O “Ubuntu no Bairro” é um dos braços de um outro projeto que está a ser desenvolvido em Vila Nova de Gaia, o “Meu Bairro Minha Rua”.

De acordo com a chefe de equipa de apoio ao cidadão e responsável pelo projeto “Meu Bairro Minha Rua”, Cristiana Nóbrega, em causa está “ativar localmente as comunidades, dinamizando e enriquecendo a vida de cada bairro ou rua intervencionados com ações que impactam as pessoas e criam elos de ligação muito fortes”.

“O Ubuntu no Bairro é uma importante ferramenta de consciência cívica que ativa grupos de trabalho em diferentes vertentes como acontece agora com o comércio local e as escolas, que se interligam para uma realidade económica mais positiva e atrativa”, destaca Cristiana Nóbrega, citada em comunicado.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *