AMP Vai Propor ao Governo Regulamentação do Tráfego de TVDE
AMP Vai Propor ao Governo Regulamentação do Tráfego de TVDE

AMP Vai Propor ao Governo Regulamentação do Tráfego de TVDE

Partilhar:

A Área Metropolitana do Porto (AMP) está a preparar uma proposta para apresentar ao Governo, visando a regulamentação do tráfego de transporte individual de passageiros em veículo descaracterizado (TVDE) no seu território. A informação foi divulgada hoje pelo presidente do Conselho Metropolitano, Eduardo Vítor Rodrigues, durante uma conferência de imprensa.

Regulamentação do TVDE em Debate

Eduardo Vítor Rodrigues destacou a importância de estabelecer regras claras para o setor de TVDE, que tem crescido rapidamente e se tornado uma parte significativa do sistema de transporte na região. “A nossa intenção é garantir que o tráfego de TVDE seja regulamentado de forma a beneficiar tanto os passageiros como os operadores, assegurando simultaneamente a segurança e a eficiência do serviço”, afirmou.

Impacto no Trânsito e Segurança

A regulamentação proposta pela AMP inclui medidas para controlar o número de veículos em circulação, definir zonas específicas de operação e criar padrões de segurança para os motoristas e passageiros. Estas medidas são vistas como essenciais para minimizar o impacto no trânsito e melhorar a qualidade do serviço prestado.

Colaboração com o Governo

A AMP pretende trabalhar em estreita colaboração com o Governo para implementar esta regulamentação. Eduardo Vítor Rodrigues expressou a esperança de que a proposta seja bem recebida e rapidamente transformada em lei, proporcionando um enquadramento legal que possa servir de modelo para outras regiões do país.

Perspectivas Futuras

A iniciativa da AMP reflete uma tendência crescente de municipalidades em todo o mundo a procurarem formas de integrar e regulamentar os serviços de transporte inovadores que surgiram com a tecnologia moderna. “Estamos confiantes de que, com uma regulamentação adequada, o serviço de TVDE pode continuar a crescer de forma sustentável, trazendo benefícios significativos para os cidadãos e para a economia local”, concluiu Eduardo Vítor Rodrigues.

Foto: DR

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *