Ana Pinho pressionada para continuar à frente da Fundação de Serralves

Ana Pinho pressionada para continuar à frente da Fundação de Serralves

13/11/2021 0 Por admin
Partilhar:

O novo mandato da presidente da Fundação de Serralves, a acontecer, será um mandato extra, uma vez que os estatutos permitem apenas a realização de dois mandatos à frente do cargo. É por isso que necessita da luz verde do Governo para assinar a alteração dos estatutos que permita a sua continuidade.

A um mês de terminar as suas funções em Serralves, onde está desde 2010 no conselho de administração, sendo a sua presidente desde 2016, Ana Pinho está a ser pressionada para não sair. Do seu lado, está praticamente todo o conselho de fundadores, e está o trabalho feito e avaliado positivamente. Foi com a sua administração que a Fundação terminou os trabalhos na Casa de Serralves e a pôs a funcionar, inaugurou a Casa do Cinema Manoel de Oliveira, conseguiu a verba necessária para a ampliação do Museu, e expandiu a sua atividade até Lisboa com a recente assinatura de um memorando de entendimento com a Fundação EDP, que determina que será Serralves a gerir e programar o Campus Cultural daquela instituição, ou seja, o MAAT e a Central Tejo.