Arouca dá pontapé de saída na Liga esta sexta-feira diante o Benfica
Arouca dá pontapé de saída na Liga esta sexta-feira diante o Benfica

Arouca dá pontapé de saída na Liga esta sexta-feira diante o Benfica

Partilhar:

O Arouca tem de responder com pragmatismo aos espaços concedidos pelo Benfica para “causar problemas” na partida desta sexta-feira, que abre a edição 2022/23 da I Liga de futebol, frisou o treinador Armando Evangelista, na conferência de imprensa de antevisão ao encontro com os “encarnados”.

“Não é o começo [de campeonato] de que gostaríamos. Estamos num processo de alguma renovação do plantel face à época passada e outro tipo de jogo poderia beneficiar-nos nesse aspeto. O Benfica está bem, mas concede espaços. Sabemos que, se estivermos concentrados, organizados e formos pragmáticos no aproveitamento desses mesmos espaços, podemos causar problemas”, projetou o técnico, em conferência de imprensa.

Os arouquenses preservaram a estabilidade técnica para a segunda época seguida na I Liga, em contraste com as ‘águias’, que se estrearam oficialmente sob orientação do alemão Roger Schmidt na terça-feira, ao golearem os dinamarqueses do Midtjylland (4-1), na primeira mão da terceira pré-eliminatória de acesso à fase de grupos da Liga dos Campeões.

Reconhecendo que o Benfica “tem processos muito evoluídos para esta fase da época”, Armando Evangelista prefere “assimilar processos e focar no desenvolvimento como equipa” do Arouca, em vez de “estar só a querer desmontar ou contrariar” os lisboetas.

“É óbvio que existe um plano para o jogo com o Benfica, que, neste momento, tem jogo interior muito forte e largura nada fácil de contrariar. Vamos levar estratégias para isso, mas mais focados nos comportamentos para aquilo que será a nossa época”, referiu o técnico, que devolveu o emblema da Serra da Freita ao escalão principal em 2020/21.

Depois de ter terminado a campanha de 2021/22 no 15.º lugar, o último de manutenção automática, logrando a manutenção apenas na 33.ª e penúltima ronda, o Arouca quer “melhorar 5% a 10% em todos os parâmetros”, visando um percurso “mais desafogado”.

O Arouca somou três vitórias, um empate e duas derrotas na preparação para 2022/23, que ocasionou 12 entradas e 16 saídas, com destaque para o ‘capitão’ Thales e André Silva, melhor marcador do clube nas últimas duas épocas, com 10 golos em cada uma.

“O objetivo de todos os Aroucas desta vida é mexer sempre com o intuito de acrescentar qualidade. Pretendemos fazer melhor e digo isto com alguma ambição, até porque aquilo que fizemos em 2021/22 foi sofrido, mas acabou com êxito e teve um sabor especial”, concluiu Armando Evangelista, que conta com 16 nacionalidades diferentes no plantel.

O Arouca inicia a sexta participação do seu historial na I Liga com uma visita ao Benfica, na sexta-feira, às 20:15 horas, no Estádio da Luz, em Lisboa, no encontro de abertura da 89.ª edição da prova, com arbitragem de Manuel Mota, da Associação de Futebol de Braga.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.