Associações Ambientalistas contra construção de nova linha do Metro do Porto
Associações Ambientalistas contra construção de nova linha do Metro do Porto

Associações Ambientalistas contra construção de nova linha do Metro do Porto

Partilhar:

Quatro associações desafiam a Agência Portuguesa do Ambiente a suspender o avanço das linhas de metro Rosa e Amarela, no Porto e em Gaia, por falta de “autorização ambiental”, mas a empresa Metro do Porto garante ter reunido “toda a documentação exigida e exigível da parte de todas as entidades”.

Para os signatários da carta aberta, o RECAPE apresentado pela Metro do Porto contraria frontalmente determinações da DIA. No caso da Linha Rosa, é exigida a preservação do Jardim de Sophia, localizado na Praça da Galiza.

Na Linha Amarela é reclamada a conservação de “um relevante” habitat de sobreiros no Monte da Virgem. “Estas disposições da DIA não são sugestões. São condições cujo cumprimento é exigido para que os projetos sejam autorizados. As Declarações de Impacte Ambiental são vinculativas”, defendem.

Esta terça-feira, à noite, a APA esclareceu que, “no quadro da sua missão e competências, a decisão de conformidade ambiental daqueles projetos [linhas Rosa e Amarela] foi emitida e comunicada à empresa Metro do Porto no dia 16 de fevereiro passado”.

Além da comunicação de 16 de fevereiro, é acrescentado que “o próximo acompanhamento dos projetos manter-se-á também através de uma Comissão de Acompanhamento Ambiental, que brevemente realizará a sua primeira reunião”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *