Bebé de mãe infectada com Covid-19 ligada à ECMO nasceu no Hospital S. João
Bebé de mãe infectada com Covid-19 ligada à ECMO nasceu no Hospital S. João

Bebé de mãe infectada com Covid-19 ligada à ECMO nasceu no Hospital S. João

Partilhar:

Santiago veio ao mundo às 12:20 horas da última quarta-feira em circunstâncias muito especiais. Foi o primeiro bebé a nascer no Hospital de S. João, no Porto, com a mãe internada nos cuidados intensivos com ​​​​​​​covid-19 grave e ligada à ECMO, um suporte respiratório extracorporal que substitui a função pulmonar.

A mulher de 35 anos, que não está vacinada, foi internada às 33 semanas de gravidez.

A cesariana programada decorreu sem problemas e o bebé, com 34 semanas de gestação e 2420 kilos, está na incubadora no Serviço de Neonatologia. A situação da mãe, não vacinada, é “estável”, mas continua a merecer “preocupação e atenção especial”.

Os primeiros exames feitos ao pequeno Santiago indicam que está tudo bem e o primeiro teste de deteção da SARS-CoV-2 deu negativo. Apesar de ser “altamente improvável” que venha a evoluir para positivo, vai voltar a ser testado.

A mãe deu entrada no hospital na passada sexta-feira, vinda do Centro Hospitalar Tâmega e Sousa, e tem estado ligada a uma ECMO – uma máquina que funciona como um pulmão e um coração artificiais para pacientes que estão com órgãos comprometidos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.