Câmara de Gaia prepara-se para anular a adjudicação da obra na piscina de Maravedi
Câmara de Gaia prepara-se para anular a adjudicação da obra na piscina de Maravedi

Câmara de Gaia prepara-se para anular a adjudicação da obra na piscina de Maravedi

Partilhar:

A Câmara Municipal de Gaia prepara-se para anular a adjudicação da obra de construção da nova piscina de Maravedi, por 8,9 milhões de euros, à empresa Lúcio da Silva Azevedo & Filhos, que não conseguiu entregar a caução dentro dos prazos estabelecidos. A proposta vai à reunião de Executivo desta segunda-feira.

O início da empreitada tinha sido anunciada para o primeiro semestre deste ano, devendo ficar pronta em 2026. A anulação da adjudicação deverá implicar uma derrapagem destes prazos.

A Piscina do Maravedi, no centro do concelho, fechou em 2019 devido a problemas estruturais, designadamente fissuras no tanque. Na altura, tinha mais de 1700 utentes, que foram encaminhados para outros equipamentos de Vila Nova de Gaia.

Dada a dimensão do problema, a Câmara optou por demolir a piscina original e construir uma nova, mantendo o esqueleto do edifício. O processo não foi fácil e ainda em janeiro do ano passado, o presidente da Câmara de Gaia, Eduardo Vítor Rodrigues, recordava a “via-sacra pela qual o projeto tem passado”.

A empreitada conhece agora novo obstáculo. O empreiteiro que ganhou o concurso para a obra não apresentou a caução devida. Ainda pediu um adiamento de 10 dias. A Câmara concedeu-lhe cinco, mas nem assim foi possível desbloquear a situação. A empresa justificou-se com o facto de até à data os bancos consultados não terem procedido à emissão da necessária garantia bancária.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *