Câmara de Oliveira de Azeméis inaugura percurso “Um rio, muitos moinhos”

Câmara de Oliveira de Azeméis inaugura percurso “Um rio, muitos moinhos”

13/12/2021 0 Por admin
Partilhar:

A Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis inaugurou esta segunda-feira, o percurso de corrida e caminhada “Um rio, muitos moinhos”, uma nova oferta que se desenvolve ao longo das margens do rio Antuã destinando-se à população e aos atletas de competição na vertente Trail Running.

Segundo o presidente da Câmara, Joaquim Jorge, “pretendemos com esta nova resposta promover o nosso território, que é marcado por lugares e paisagens ambiental e culturalmente ricas”.
No plano desportivo, a ideia é “fazer do concelho uma referência nacional em termos de percursos pedestres incluindo este percurso na rede nacional de Centro de Treinos de Trail Running potenciando o nosso território para a prática desportiva na Natureza”.

Na opinião do autarca, este “é mais um percurso oferecido à comunidade oliveirense e a todos os que gostam de caminhada e de praticar desporto em contacto com a Natureza” sendo “um trajeto que permite aos utilizadores perceber a beleza de alguns lugares e a riqueza do nosso património molinológico”.

Segundo anunciou, parte do novo percurso receberá, no dia 26 de março de 2022, a realização da prova competitiva “Backyard Ultra de Azeméis”, uma iniciativa destinada a quem queira testar a sua resistência física e psicológica.

O percurso “Um rio, muitos moinhos” é a segunda fase de um projeto mais abrangente, que se iniciou com o percurso “Trilhos do Comandante”, que envolverá a criação de uma rede concelhia de percursos pedestres e cicláveis e que tem sido implementado integralmente pelos colaboradores do Gabinete Desporto da autarquia, que se encontram a proceder à marcação de todo o rio Antuã, no seu braço nascente, com o objetivo de ligar os dois extremos do concelho bem como unir o lugar de Currais, em Carregosa, a Covais, no Pinheiro da Bemposta.

O Coro do Mosteiro de Grijó iniciou atividade a 4 de junho de 1989, com o objetivo de dar a conhecer o vasto repertório da música sacra de acordo com a qualidade e a nobreza do espaço de que usa o nome.

Executando música de diferentes períodos históricos, tem participado em diversas iniciativas tanto no território nacional como além-fronteiras – Praga (2007); Bruges e Gand (2009); Santiago de Compostela (2015); Roma (2016); Roma (2016); Ávila e Alba de Tormes (2017); Madrid (2018); Paris (2019). Participou na gravação do CD “Os melhores Coros Amadores da Região – Grande Porto” (1998); Gravou, em CD, “As Sete Palavras de Cristo na Cruz” de Charles Gounod (2000); Em maio de 2005 apresentou o seu último trabalho, o CD “Magnificat”, com dezasseis peças de temática Mariana.

Este coro é co-fundador da FENAMCOR, Federação Nacional Movimento Coral (2003) e associado da Coros Portugal – Associação Portuguesa de Música Coral.

Desde finais de 1995 é seu diretor artístico e maestro o Prof. Joaquim Marçal, orientando o Coro do Mosteiro de Grijó na prossecução de um dos princípios fundamentais dos seus Estatutos: «Interpretar, sob padrões de elevada qualidade e exigência, obras do vastíssimo reportório da música coral de inspiração sacra».

Mais informações através do tlf. 223 742 462