Câmara de Vale de Cambra apoia alunos com 80 mil euros para atividades extra ou fichas
Câmara de Vale de Cambra apoia alunos com 80 mil euros para atividades extra ou fichas

Câmara de Vale de Cambra apoia alunos com 80 mil euros para atividades extra ou fichas

Partilhar:

A Câmara Municipal de Vale de Cambra anunciou esta quinta-feira que vai aplicar 80 mil euros em apoios para estudantes até ao 12.º ano, o que abrange a oferta de fichas pedagógicas, visitas de estudo e terapia da fala.

Segundo revelou à agência Lusa fonte da autarquia do distrito de Aveiro e da Área Metropolitana do Porto, as ajudas previstas destinam-se a um universo global na ordem dos 2.400 alunos, entre os quais crianças do ensino pré-escolar às quais a Câmara, em parceria com instituições sociais, vai assegurar acompanhamento nos horários em que as respetivas famílias estejam a trabalhar.

“Estamos a viver anos de transição no que respeita à educação e ao próprio contexto nacional e mundial, e atravessamos o exigente período de transferência de competências para as autarquias, pelo que é com redobrada atenção e exigência que trabalhamos a educação, favorecendo condições de igualdade no acesso a recursos básicos para um percurso educativo bem-sucedido”, disse o presidente da Câmara liderada pelo CDS-PP, José Pinheiro.

Para garantia de “um percurso inclusivo e igual para todos”, o programa de apoio escolar de Vale de Cambra prevê para o ano letivo 2023/2024, no que se refere ao 1.º ciclo, a oferta de fichas de trabalho, ‘kits’ de material escolar e um chapéu, assim como uma comparticipação de 10 euros para visitas de estudo de crianças dos escalões A e B de ação social.Para os miúdos do ensino pré-escolar que exibem dificuldades de aprendizagem, a Câmara anuncia “o serviço de intervenção especializada de Psicologia e Terapia da Fala”.Já para estudantes do 5.º ao 12.º anos, cada um deles terá 25 euros do orçamento municipal no seu cartão de aluno, para despesas no recinto da escola.Além dessas ajudas (que são independentes da despesa autárquica com transporte escolar gratuito e bolsas de estudo para ensino secundário e superior), a Câmara definiu para os alunos do 1.º ciclo um conjunto de atividades de enriquecimento curricular que, mediante a articulação entre o Agrupamento de Escolas de Búzio e a Academia de Vale de Cambra, inclui Música, Expressões Artísticas e também Probótica, cujo objetivo concreto é “fomentar o pensamento computacional” logo desde a infância.Da lista extracurricular já constava a Atividade Física e Desportiva, mas este ano o seu conteúdo será reforçado com o projeto “A Hora dos Super Quinas”, que a Federação Portuguesa de Futebol vai implementar no concelho “a título experimental, para desenvolver competências motoras e combater o sedentarismo, com e sem manipulação de bola”.Ainda no contexto de arranque do novo ano letivo, José Pinheiro realçou que a comunidade local volta a contar com o funcionamento pleno da Escola de Vila Chã, após 12 meses de obras para beneficiação do imóvel, cuja requalificação resultou na ampliação do espaço e na melhoria das condições existentes para os cerca de 150 alunos que aí frequentam o ensino pré-escolar e 1.º ciclo.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *