Câmara do Porto Avança com Plano de Integração de Migrantes após Proposta Chumbada do Bloco de Esquerda
Câmara do Porto Avança com Plano de Integração de Migrantes após Proposta Chumbada do Bloco de Esquerda

Câmara do Porto Avança com Plano de Integração de Migrantes após Proposta Chumbada do Bloco de Esquerda

Partilhar:

A Câmara Municipal do Porto vai avançar com a criação de um Plano Municipal para a Integração de Migrantes. O anúncio surge semanas depois de uma proposta semelhante, apresentada pelo Bloco de Esquerda, ter sido chumbada pelos vereadores do movimento de Rui Moreira.

A novidade foi avançada à margem da reunião de executivo desta terça-feira. Ilda Figueiredo, vereadora eleita pela CDU, afirmou que o presidente Rui Moreira lhe confirmou que a Câmara do Porto vai concorrer ao aviso publicado pelo Governo a 17 de junho, no qual os municípios podem candidatar-se a um apoio ao abrigo do programa FAMI2030, inserido no Plano de Ação para as Migrações.

Ainda no início deste mês, o Bloco de Esquerda apresentou uma proposta para a criação de um Plano Municipal para a Integração de Migrantes (PMIM), que acabou chumbada com os votos contra dos vereadores do movimento de Rui Moreira e abstenção do PSD. Na ocasião, o vereador com o pelouro da Coesão Social, Fernando Paulo, justificou que o município tinha um plano de desenvolvimento social próprio e que não poderia substituir as competências do Governo.

Esta terça-feira, a vereadora bloquista Maria Manuel Rola relembrou a proposta chumbada, mas felicitou a participação da autarquia neste apoio. “Existirá um plano de integração das pessoas migrantes e esperamos que exista uma alteração, de facto, da política de acolhimento na cidade do Porto – que se percebe que tem que ter respostas robustas relativamente às pessoas que vêm para trabalhar e que vivem na nossa cidade muitas vezes em condições bastante indignas”, afirmou.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *