Câmara Municipal quer ceder Pavilhão Rosa Mota para feira do Futebol

Câmara Municipal quer ceder Pavilhão Rosa Mota para feira do Futebol

29/04/2021 0 Por admin
Partilhar:

A Câmara do Porto quer ceder, por seis dias, o Pavilhão Rosa Mota para a realização ‘Thinking Football Summit’, decorre entre 02 e 05 de setembro, e apoiar, nos mesmos moldes, a sua concretização em 2022, 2023 e 2024.

Na proposta a que a Lusa teve esta quarta-feira acesso e que vai discutida na reunião do executivo de segunda-feira, a maioria municipal refere que a iniciativa da Liga Portuguesa de Futebol Profissional pretende, ao longo de quatro dias, promover a discussão das principais temáticas do futebol profissional, agregando num só evento, jornadas, cimeiras de presidentes, conferências e debates.

O evento, aponta a maioria municipal na proposta, incluirá mais de 100 atividades diferentes, 40 conferências, 96 oradores, sendo esperados 1000 profissionais do setor, 150 empresas, envolvendo na sua organização um staff de 150 pessoas.São esperados cerca de 5.600 visitantes/dia num total de 22.400, provenientes de 50 países, e um total de 5.000 dormidas na cidade, traduzindo-se num impacto económico previsto de 4.5 milhões de euros.

Considerando a importância e o impacto económico do evento, a maioria municipal liderada pelo independente Rui Moreira, entende “ser uma mais-valia” manter e garantir realização desta feira do Futebol até 2024, assegurando, nomeadamente, a disponibilização, por seis dias, do Super Bock Arena/Pavilhão Rosa Mota no âmbito do Contrato de reabilitação, requalificação e exploração existente.

O Thinking Football Summit, que se realiza pela primeira vez no Porto, acontece de 02 a 05 de setembro.