Fátima recebia há 80 anos a Coroa preciosa como agradecimento por Portugal ficar fora da guerra
Fátima recebia há 80 anos a Coroa preciosa como agradecimento por Portugal ficar fora da guerra

Fátima recebia há 80 anos a Coroa preciosa como agradecimento por Portugal ficar fora da guerra

Partilhar:

Uma nota do santuário explica que “a história desta coroa, que nos dias solenes é colocada na Imagem que se venera na Capelinha das Aparições, começa em 1942, quando um conjunto de mulheres portuguesas quis agradecer a Nossa Senhora de Fátima o facto de Portugal não ter entrado na Segunda Guerra Mundial, que ainda decorria”.

“Decidiram então doar peças valiosas – colares, pulseiras, anéis, brincos e outras joias – que serviriam para a construção de uma coroa que seria colocada na veneranda imagem”, com a “coroação solene” a ocorrer em 1946.

Segundo o Santuário de Fátima, a coroa viria “quase a tornar-se, ela própria, um objeto de veneração depois do atentado contra João Paulo II em 1981. A bala que atingiu o Santo Padre, recebida por D. Alberto Cosme do Amaral das mãos do próprio Papa, em Roma, foi colocada na coroa de Nossa Senhora de Fátima oito anos depois do atentado na Praça de São Pedro”.

Em 2010, aquando visita ao Santuário, Bento XVI diante da imagem de Nossa Senhora, na Capelinha das Aparições, afirmou que “ela estava coroada com as joias das alegrias e as balas das dores da humanidade”.

A coroa pesa 1.200 gramas, contendo 950 brilhantes de 16 quilates, 1.400 rosas de 20 quilates, 313 pérolas, uma esmeralda grande e 23 pequenas, 33 safiras, 17 rubis, 260 pequenas turquesas, uma ametista e quatro águas-marinhas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *