Festival NOS Primavera Sound gera impacto de 36,1 milhões no Porto
Festival NOS Primavera Sound gera impacto de 36,1 milhões no Porto

Festival NOS Primavera Sound gera impacto de 36,1 milhões no Porto

Partilhar:

As 100 mil pessoas que passaram pelo NOS Primavera Sound 2022 geraram 36,1 milhões de euros para a cidade do Porto. Os gastos com alojamento, deslocações e refeições contribuíram para o balanço do impacto económico, sendo que só no recinto, em média, os festivaleiros gastaram 136,41 euros nos três dias.

De acordo com o estudo realizado, no recinto do festival, pelo ISAG – European Business School e pelo Centro de Investigação em Ciências Empresarias e Turismo da Fundação Consuelo Vieira da Costa (CICET-FCVC), 37% dos festivaleiros eram de nacionalidade estrangeira e “com 33 nacionalidades diferentes identificadas no recinto, destacaram-se Espanha, Reino Unido, Alemanha, França, Itália e ainda Brasil, Estados Unidos da América e Suíça como os principais países de origem”.

Para os visitantes nacionais e estrangeiros, “o alojamento foi a despesa mais significativa (126,9€ por dia), com 35% dos festivaleiros a escolherem permanecer em hotel, 29% em alojamento local, 18% em casa de amigos e 10% em hostel”. O preço foi o fator que mais pesou na escolha da estadia de 42% do público, seguido da proximidade do recinto (25%) e da experiência anterior (13%).

As viagens e deslocações foram a segunda maior despesa para quem marcou presença no festival durante estes três dias (67,9€ por dia). “Entre os gastos, contaram-se ainda refeições (47,2€, por dia), cultura e lazer (45,3€) e compras ou presentes (42,7€)”.

No que toca aos estrangeiros e residentes fora da AMP, 87% indicaram deslocar-se ao Porto propositadamente para o NOS Primavera Sound. Contudo, 46% queriam aproveitar a visita para conhecer o património da cidade, a animação noturna (41%) e as caves de Vinho do Porto (32%).

Segundo o documento 31,2% do público afirmou ter já participado em pelo menos uma edição anterior do NOS Primavera Sound e “13% eram mesmo verdadeiros “recordistas”, nunca tendo falhado uma edição desde 2012”. No entanto, o NOS Primavera Sound “conseguiu também conquistar novos públicos, com 69,8% dos inquiridos a afirmarem que estavam a conhecer o evento pela primeira vez”.

No balanço final de três dias de festival, “a avaliação global dos festivaleiros fixou-se nos 4,24 (de 1 a 5)”, sendo que só no que à música diz respeito, o palco NOS recebeu o maior grau de satisfação dos festivaleiros (4,25, de 1 a 5), seguido dos palcos Super Bock (4,08), Cupra (3,90) e Binance (3,84).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.