GNR apreende 428 kg de pescado a duas vendedoras ambulantes na Póvoa de Varzim
GNR apreende 428 kg de pescado a duas vendedoras ambulantes na Póvoa de Varzim

GNR apreende 428 kg de pescado a duas vendedoras ambulantes na Póvoa de Varzim

Partilhar:

A GNR aprendeu no sábado 428 quilogramas de pescado fresco a duas vendedoras ambulantes, de 69 e 74 anos, na Póvoa do Varzim, por falta de licença e por venda em local proibido, anunciou esta segunda-feira a Guarda.

Em comunicado, a GNR informa que a apreensão de carapau, dourada, robalo, verdinho, lulas, polvo, sardinha, fanecas e pescada, decorreu no âmbito de uma ação de fiscalização no exterior da Lota de Pesca da Póvoa do Varzim.

“Foram fiscalizados dois agentes económicos/vendedoras ambulantes, por exercerem a venda ambulante de pescado em local proibido, no âmbito do Regulamento Municipal da Póvoa do Varzim e por não possuírem a respetiva licença de venda ambulante”, continua a nota de imprensa.

As duas mulheres foram identificadas e elaborados dois autos de contraordenação cujas infrações podem ser puníveis com coima que pode alcançar os 2 000 euros, informa a Guarda.

Depois de submetido à “verificação higiossanitária”, o pescado apreendido foi “entregue a várias instituições de solidariedade social da área”, continua a nota de imprensa.

A GNR relembra que a comercialização de pescado fresco em locais não apropriados e licenciados para o efeito, que não garantem as necessárias condições de higiene e de salubridade, nomeadamente, a temperatura de conservação, podem colocar em causa a saúde pública.

Foto: GNR

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *