Liga de futebol decidiu que afinal não haverá público na última jornada
Liga de futebol decidiu que afinal não haverá público na última jornada

Liga de futebol decidiu que afinal não haverá público na última jornada

Partilhar:

A Liga Portuguesa de Futebol Profissional decidiu que, ao contrário do que era esperado, já não vai haver público na última jornada na principal Liga nacional de futebol profissional.

“Entre vários outros motivos, a Direção da Liga Portugal entendeu que não estavam reunidas todas as condições de equidade, quando na jornada 34 existem equipas que, desportivamente, têm o futuro ainda por decidir”, escreve o organismo, em comunicado.

A deliberação aconteceu durante uma reunião extraordinária realizada esta segunda-feira de manhã, em que a direção decidiu ” por unanimidade, não estarem reunidas as condições para a reatização” de testes-piloto com público e “em consequência, não autorizar a respetiva realização.”

Segundo a Liga, “na incerteza, que permanece, sobre as condições que as autoridades de saúde poderão vir a fixar, seria impossível preparar um plano de implementação a um dia da realização dos jogos”.

Acresce ainda, diz o órgão que dirige as ligas profissionais de futebol, “a circunstância de, ao contrário do defendido pela Liga Portugal, a penúltima jornada não ter tido público nos estádios. Ora, com diversos objetivos desportivos ainda em aberto, permitir que apenas uma parte das equipas pudessem ter o seu púbtico presente nesta jornada decisiva, constituiria uma grave entorse à verdade desportiva e à equidade entre os competidores.”

O organismo acrescenta que, “até ao presente momento, a DGS [Direção-Geral da Saúde] não remeteu o parecer solicitado”, sobre a realização dos testes-piloto anunciados pelo Governo.

Face a esta situação, a LPFP deliberou ainda “encetar, desde já, todos os necessários contactos com a tutela e com as autoridades de saúde para que, logo desde o início da próxima época 2021/22 possa retomar-se progressivamente a normalidade das assistências de público nos estádios das competições profissionais de futebol”.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *