Ministro da Administração Interna veio à Maia anunciar investimento de 6 milhões à GNR do Grande Porto
Ministro da Administração Interna veio à Maia anunciar investimento de 6 milhões à GNR do Grande Porto

Ministro da Administração Interna veio à Maia anunciar investimento de 6 milhões à GNR do Grande Porto

Partilhar:

A cidade da Maia recebeu, na tarde desta quarta-feira, 12 de outubro, as celebrações do dia da Unidade e comemoração do 14º aniversário do Comando Territorial do Porto da GNR, com a presença do ministro da Administração Interna, José Luís Carneiro.

O centro da Cidade da Maia foi o ponto fulcral da reunião de várias dezenas de militares da Guarda, tendo sido entregues distinções a elementos da GNR a que se seguiu um desfile pelas ruas, obrigando ao corte de trânsito nalgumas vias envolventes aos Paços do Concelho.

O governante saudou os “mulheres e homens deste Comando”, em quem os “portugueses depositam” a sua “confiança”.

No caso do Comando Territorial do Porto, abrange “uma área de mais de 2 mil km2, servindo aproximadamente 880 mil pessoas de 17 concelhos”. José Luís Carneiro destacou o trabalho em diferentes frentes destes militares, não deixando de salientar a “proximidade com a população mais idosa deste distrito, onde, no ano passado, a Guarda Nacional Republicana sinalizou 1.504 pessoas em situação de isolamento ou vulnerabilidade”.

Recorde-se que a GNR realiza durante o mês de outubro, em todo o território nacional, a Operação “Censos Sénior 2022”, para a qual o ministro aproveitou para “deixar o apelo para que todos colaborem na operação deste ano” e que envolve cerca de “400 militares das Secções de Prevenção Criminal e Policiamento Comunitário”.

Trata-se de uma ação “fundamental para reforçar mensagens sobre comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de os idosos se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente de situações de violência, de burla ou de furto”, sublinhou José Luís Carneiro.

O ministro lembrou ainda o trabalho dos militares da Guarda na área florestal e na prevenção dos incêndios, garantindo “a segurança das populações e a salvaguarda dos seus bens”.

Por tudo isto, o governo garantiu investimento humano e em infraestruturas ligadas à GNR no Orçamento de Estado para 2023, referiu o ministro da Administração Interna.

A começar pelo investimento nos Recursos Humanos, Carneiro lembrou “os aumentos dos índices remuneratórios na carreira de agentes e guardas das forças de segurança, entre 8,95% e 12,71%. Estamos a falar de aumentos entre os 90 e os 107 euros, conforme as respetivas posições remuneratórias”.

Também ao nível da modernização de equipamentos há novidades: “aprovámos em julho o diploma que assegura os investimentos até 2026, num montante superior a 607 milhões de euros”.

José Luís Carneiro enumerou os principais projetos, como a reabilitação do Posto Territorial de Lever, em Vila Nova de Gaia; o Posto Territorial de Medas, em Gondomar; e ainda a construção de raiz o Destacamento Territorial de Amarante e o Posto Territorial de Paço de Sousa, em Penafiel, num investimento total superior a 3 milhões de euros.

Mas estão ainda em curso novas intervenções, frisou Carneiro, “em diferentes fases de execução, os projetos de reabilitação do Posto Territorial de Fânzeres, em Gondomar; do Posto Territorial de Avintes, em Vila Nova de Gaia; do Posto Territorial da Trofa, do Destacamento de Vila Nova de Gaia e Posto Territorial de Carvalhos, bem como reparações diversas no Posto Territorial de Vila do Conde e no Destacamento de Ação Fiscal do Porto”.

Além disto, adiantou o ministro, será construído, de raiz, “o Destacamento Territorial de Matosinhos e o Posto Territorial de Freamunde, em Paços de Ferreira”.

Este pacote de investimentos em curso, no domínio das infraestruturas, “cifra-se em mais de 6,6 milhões de euros”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *