Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto e a Igreja Matriz de Vila do Conde sofrem obras apoiadas pela DRCN

25/02/2021 0 Por admin
Partilhar:

O Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto e a Igreja Matriz de Vila do Conde são dois dos monumentos da Área Metropolitana do Porto que vão ser alvo de obras de conservação e restauro, no quadro das candidaturas apresentadas ao Programa Operacional Norte 2020 pela Direção Regional de Cultura do Norte (DRCN), que foram aprovadas esta semana.

Com um prazo de execução de dois anos, as intervenções têm como prioridade a conservação, proteção, promoção e desenvolvimento do Património Natural e Cultural dos seguintes monumentos: Mosteiro de São Bento da Vitória (Porto), Paço dos Duques de Bragança (Guimarães), Museu dos Biscainhos (Braga), Museu da Terra de Miranda (Miranda do Douro), Mosteiro de Tibães (Braga), Igreja Matriz de Torre de Moncorvo.

A intervenção no Mosteiro de São Bento da Vitória – classificado Monumento Nacional em 1977 – prevê a reabilitação da Igreja, bem como trabalhos de conservação e restauro da máquina do órgão da Igreja. O investimento é de cerca de 145 mil euros.

A igreja matriz de S. João Batista de Vila do Conde, apresenta problemas graves de conservação resultantes, particularmente, do mau estado das coberturas, pináculos, paramentos (existência de juntas abertas) e vãos. Todo o imóvel será alvo de uma intervenção de conservação e restauro, “assente em critérios de rigor histórico, científico e técnico”, investimento total será de: 579.836,38 €.

De referir que as candidaturas foram apresentadas ao Aviso Património Cultural-Infraestrutural do Programa Operacional Norte 2020, num investimento superior a três milhões de euros.