Petição para impedir deslocação da Esquadra da Estação de Rio Tinto
Petição para impedir deslocação da Esquadra da Estação de Rio Tinto

Petição para impedir deslocação da Esquadra da Estação de Rio Tinto

Partilhar:

Está a decorrer uma petição pública com o objetivo de que seja mantida a 4ª Esquadra da PSP de Investigação Criminal no Edifício da Estação Ferroviária de Rio Tinto, Gondomar.

O documento, assinado por 55 pessoas, refere que “antes da permanência da esquadra no local, a zona em questão era de elevado risco de crime e tráfico de droga, sendo alvo constante de incidências e violência máxima, contribuindo assim para um sentimento generalizado de medo e terror”.

Situação que “mudou para melhor a nível de segurança dos residentes, dos comerciantes e dos passageiros que diariamente embarcam e desembarcam na estação.

Só que perante “a iminente possibilidade de saída deste efetivo policial do local”, devido à falta de condições das instalações, o grupo de cidadãos de Rio Tinto, autores da petição, apelam à “imperativa intervenção da Junta de Freguesia, entidade que tem a seu cargo a responsabilidades da manutenção do edifício, com via à sua continuidade no local”.

Citado pelo Jornal de Notícias, o presidente da Junta de Rio Tinto, Nuno Fonseca, disse que “a saída da PSP é uma decisão irreversível e nada tem a ver com a falta de condições do edifício”, explicando que esta esquadra de Investigação Criminal “é a única que está num edifício isolado e a PSP quer que esta seja inserida num espaço policial”.

Nuno Fonseca contou que pediu à PSP que “adiassem a saída”, a tempo de inserir esta valência na futura esquadra de S. Cosme, mas desconhece o que será feito. “Não faz sentido que esta esquadra saia do concelho”, sublinhou.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.