Polícia Judiciária detém oito suspeitos de rapto e agressão de duas crianças em Gondomar
Polícia Judiciária detém oito suspeitos de rapto e agressão de duas crianças em Gondomar

Polícia Judiciária detém oito suspeitos de rapto e agressão de duas crianças em Gondomar

Partilhar:

A Polícia Judiciária (PJ) prendeu oito indivíduos sob suspeita de raptar duas crianças em Gondomar, informou a instituição nesta quinta-feira. Os detidos, compreendendo sete homens e uma mulher, com idades entre 24 e 54 anos, são parentes de uma das vítimas, conforme afirmado em comunicado enviado à imprensa.

O incidente ocorreu em 2 de fevereiro, por volta das 07:40, quando os suspeitos supostamente invadiram a residência da avó das crianças, onde estavam sob custódia judicial, e as levaram à força. Durante o ato, agrediram a avó e uma terceira pessoa presente na casa, antes de fugirem com as crianças.

De acordo com a PJ, os agressores, que têm vínculos familiares com uma das vítimas, além de agredi-las fisicamente, cortaram o cabelo de uma delas e divulgaram um vídeo do incidente nas redes sociais.

A polícia acredita que o motivo por trás desses atos é a não aceitação de um novo relacionamento amoroso e a discordância com a decisão judicial de conceder temporariamente a guarda das crianças à avó.

As autoridades conseguiram resgatar as crianças e estão coordenando com o Ministério Público para os procedimentos legais necessários.

Os suspeitos, detidos nas áreas metropolitanas do Porto e de Lisboa, serão submetidos a interrogatório judicial por uma série de acusações, incluindo rapto, agressão grave, roubo com arma de fogo, coação e posse de arma proibida.

Alguns dos detidos possuem antecedentes criminais por crimes diversos, conforme revelado pela PJ. A operação contou com a participação da Unidade Nacional Contraterrorismo da PJ na detenção de dois dos suspeitos localizados em Lisboa.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *