Porto: Cultura em Expansão marca o seu 10º aniversário com diversas atividades culturais
Porto: Cultura em Expansão marca o seu 10º aniversário com diversas atividades culturais

Porto: Cultura em Expansão marca o seu 10º aniversário com diversas atividades culturais

Partilhar:

O programa Cultura em Expansão, da Câmara Municipal do Porto, completa 10 anos em 2024 e inicia suas atividades neste sábado com a apresentação de Lavoisier na Capela de São José, no Centro Juvenil de Campanhã, conforme anunciado pela autarquia.

“Em seu décimo ano, o programa reafirma seu compromisso com a continuidade e o aprofundamento das relações com os territórios centrais e diversos grupos artísticos da cidade, oferecendo mais de 70 espetáculos e oficinas de diversas áreas artísticas, todos com entrada gratuita”, conforme comunicado.

O evento de abertura do Cultura em Expansão ocorrerá no próximo sábado, às 19h00, com a performance de Lavoisier na Capela de São José, no Centro Juvenil de Campanhã.

Em 14 de março, ocorrerá o concerto de estreia do álbum dos Duques do Precariado, no auditório do Grupo Musical de Miragaia.

A apresentação de FM Einheit está programada para o dia 15 de março, na Associação de Moradores da Bouça, seguida pelo espetáculo dos Retimbrar, em 16 de março, na Associação de Moradores da Pasteleira.

A Câmara Municipal do Porto destaca ainda, neste mês de março, o espetáculo “Orillas Porteñas – Tablao Flamenco”, que une os músicos Fernanda de Córdoba e José El Pajaro Ausina, juntamente com a bailaora Francisca Durão e artistas locais, em apresentações que circularão por diferentes bairros do Porto, além da performance de Ana Lua Caiano e a primeira Feira do Livro de Campanhã.

O Cultura em Expansão também ocorre em Miragaia e ao longo do ano apresentará, por exemplo, o espetáculo “Exercício para performers medíocres”, de Tita Maravilha, e dois cineconcertos para toda a família, um com Tó Trips (7 de abril) e outro com Manuel João Vieira (22 de setembro).

O polo de Miragaia também sediará o projeto de investigação “Memoratório… Miragaia foi à Guerra”, com a antropóloga Maria José Lobo Antunes, além de oficinas de cerâmica, pintura de azulejos, kamishibai e máscaras.

A Associação de Moradores da Bouça receberá o novo espetáculo do Grupo Operário do Ruído, com direção musical de António Serginho e Carlos Guerreiro, e o projeto “Obras Portuenses da Década de 20”, com os compositores Fátima Fonte, Fernando Lapa e Rui Penha.

No Bairro da Pasteleira, destacam-se as performances de Prétu/Xullaji, rotas previstas pelas ruas do bairro com músicos e um contador de histórias, e o projeto “Frente-a-frente”, que reunirá Inês Campos e Vahan Kerovpyan a um habitante local.

O Bairro Pinheiro Torres receberá espetáculos da programação do Teatro do Frio, que retorna com diversos projetos, incluindo “Este lugar que é o meu”, orientado pelo rapper Deau e destinado a jovens da Escola Leonardo Coimbra – Filho.

As propostas resultam do trabalho de programação das quatro estruturas parceiras do Cultura em Expansão: Sonoscopia (Bouça), Confederação (Miragaia), Teatro do Frio (Pasteleira) e Visões Úteis (Campanhã).

Como parte da programação satélite, para celebrar a Revolução de Abril, está previsto um concerto que contará com Luca Argel e o Grupo de Canto Alentejano do Orfeão Universitário do Porto, bem como uma nova criação do Grupo de Teatro Comunitário do Bonfim – “A Democracia é um Ensaio! Utopias à Escuta” – e o projeto “Enxerto”, que promoverá a colaboração entre a Banda Marcial da Foz do Douro e Nuno Aroso.

Para celebrar os dez anos, o Cultura em Expansão lançará uma série de dez testemunhos em vídeo, dirigidos pelo realizador Vasco Mendes.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *