Presidente da Câmara do Porto acusa CNE de falta de planeamento no voto antecipado (c/vídeo)
Presidente da Câmara do Porto acusa CNE de falta de planeamento no voto antecipado (c/vídeo)

Presidente da Câmara do Porto acusa CNE de falta de planeamento no voto antecipado (c/vídeo)

Partilhar:

Rui Moreira acusou esta quarta-feira a Comissão Nacional de Eleições de só servir para avaliar as “queixinhas durante o período eleitoral” e não ter preparado as regras para o voto antecipado para as legislativas em pandemia.

“O que eu digo relativamente à Comissão Nacional de Eleições (CNE) é assim: se a Comissão Nacional de Eleições não serve para regular esta matéria [do voto antecipado em tempos de pandemia], então para o que é que serve esta Comissão Nacional de Eleições? Para avaliar as queixinhas durante o período eleitoral”, afirmou esta manhã Rui Moreira, presidente da Câmara do Porto.

Presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Moreira fala aos jornalistas.

À margem da apresentação pública do programa cultural para assinalar o 90.º aniversário do Teatro Municipal do Porto Rivoli, Rui Moreira referiu que é importante haver uma CNE, mas a funcionar “365 dias por ano”, porque a entidade teve “tempo de ponderar este assunto e de não deixar que seja a Secretaria-Geral do Ministério da Administração Interna (MAI) e as câmaras municipais a terem que organizar isto de uma forma em que as regras não estão claramente definidas”.

“Acho que ao fim de três eleições já seria tempo de as autoridades competentes terem organizado isto de tal maneira que não esteja sujeito a estes imponderáveis. Se as coisas correrem mal no voto antecipado, as pessoas vão-se virar para os municípios, para todas as câmaras do país, e não apenas para mim”, declarou aos jornalistas, acrescentando que lhe parecia “prudente” esse planeamento.

A CNE já reagiu ás criticas do autarca portuense. “A crítica vem de alguém que não sabe o que é a CNE. Alguém que não se deu ao trabalho nunca de, ao longo destes anos de vida política, ter aberto a lei que regula a CNE e ver quais são as competências da CNE”, disse em entrevista telefónica à Lusa, João Tiago Machado, porta-voz da Comissão Nacional de Eleições (CNE), rejeitando “em absoluto” as críticas hoje proferidas por Rui Moreira.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.