SAD do FC Porto detalha Relatório e Contas consolidado sobre os negócios levados a cabo pelo clube azul e branco na última temporada

SAD do FC Porto detalha Relatório e Contas consolidado sobre os negócios levados a cabo pelo clube azul e branco na última temporada

13/10/2021 0 Por admin
Partilhar:

O FC Porto revelou, esta quarta-feira, o Relatório e Contas consolidado referente a 2020/21. No documento é possível constatar o valor exato dos principais negócios que envolveram a transferência de jogadores por parte dos ‘dragões’ nos últimos tempos, bem como os valores investidos em algumas renovações.

Do referido documento, já se sabia, consta um resultado líquido positivo de 33,405 milhões de euros, o que o clube azul e branco destaca como o “melhor” alguma vez alcançado.PUBLICIDADE

Renovação de Otávio custou cerca de 17 milhões de euros

Os valores envolvidos na renovação de Otávio, que estendeu o seu vínculo com o clube até 2025, são um dos destaques do documento. Nele é possível perceber que toda a operação custou aos cofres dos dragões quase 17 milhões de euros (16.945.662 euros, para se ser mais exato).

Só o prémio de assinatura foi de quase 15 milhões de euros. “À celebração e/ou renegociação de contratos de trabalho nomeadamente no que se refere a prémios de assinatura no montante de 14.990.711 Euros relativos, essencialmente, ao jogador Otávio”, lê-se no relatório.

Danilo rendeu mais valia de aproximadamente 12 milhões de euros

No Relatório e Contas consolidado referente a 2020/21 é ainda possível constatar a mais valia da transferência de Danilo para o PSG, clube que exerceu a cláusula de compra obrigatória sobre o médio, fixada nos 16 milhões de euros.

O FC Porto explica que a mais valia alcançada com a venda definitiva do passe do internacional português é pouco mais de 12 milhões de euros, tendo sido subtraídos aos referidos 16 milhões aproximadamente 4 milhões devido ao “efeito da atualização financeira das contas a receber a médio prazo originadas por esta transação” e aos “custos com serviço de intermediação prestados pela Gestifute”.PUBLICIDADEhttps://612695a2fe9d1ea0c5ba039836dca1b5.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-38/html/container.html

Pepê motivou investimento total de 16.783.040 euros

No que toca a contratações, Pepê motivou um investimento total de 16.783.040 euros, tendo sido de longe o maior investimento feito pelos ‘dragões’ em jogadores na época passada (embora o brasileiro só se tenha juntado ao plantel esta época).

No que toca a outros principais reforços contratados pelo FC Porto em 2020/21, Evanilson custou 8.698.630 euros, Mehdi Taremi 4.887.416 euros, Zaidu 4.275.762 euros, Wilson Manafá 3.691.403 euros e Toni Martínez 3.433.925 euros.

Valores das transferências entre FC Porto e V. Guimarães também revelados

Os custos das transferências de quatro jogadores entre FC Porto e Vitória de Guimarães, que foram notícia há algumas semanas, também constam do Relatório e Contas consolidado de 2020/21 da SAD do FC Porto.

Assim, o documento explica que os ex-vimaranenses Romain Correia e João Mendes seguiram para o Estádio do Dragão por um total de pouco mais de 15 milhões de euros (12.012.822 milhões de euros e 3.034.582 milhões de euros, respetivamente), um valor ao qual foram deduzidos cerca de 875 mil euros de encargos adicionais.

Em sentido contrário, Francisco Ribeiro trocou o FC Porto pelo Vitória SC por 11 milhões de euros (o que implicou uma mais-valia de 10.334.300 para os dragões) e Rafael Pereira foi vendido aos vimaranenses por 4 milhões de euros (mais-valia de 3.756.375 para os azuis e brancos). Somando a venda dos dois jogadores, o valor iguala então os cerca de 15 milhões pagos pelos vice-campeões nacionais do clube de Guimarães.