Santa Maria da Feira integra Rede de Cidades Criativas da UNESCO

Santa Maria da Feira integra Rede de Cidades Criativas da UNESCO

10/11/2021 0 Por admin
Partilhar:

Santa Maria da Feira foi designada esta segunda-feira, dia 8 de novembro, membro da Rede de Cidades Criativas da UNESCO na área da Gastronomia, resultado da candidatura apresentada pelo Município em junho passado e que, na altura, já havia merecido o apoio da UNESCO Portugal. O território feirense é uma das 13 cidades criativas da gastronomia que integram, a partir desta segunda-feira, a rede UNESCO, sendo uma das quatro cidades europeias designadas nesta categoria, em representação de Portugal, Grécia, Rússia e França.

“A chancela UNESCO é, sem dúvida, uma mais-valia que vem reforçar o reconhecimento, a afirmação e a solidez de um projeto que já tínhamos incluído na nossa estratégia municipal de valorização do património gastronómico da região e que manteremos no centro dos nossos planos locais, nacionais e internacionais de desenvolvimento”, sublinha o presidente da Câmara, Emídio Sousa, visivelmente satisfeito com o anúncio da UNESCO.

Para além de um efetivo envolvimento de vários agentes locais, a candidatura de Santa Maria da Feira contou com a parceria da Faculdade de Ciências da Nutrição da UP, AHRESP, AGAVI, Santa Casa da Misericórdia da Feira e Rosto Solidário ONG, entidades que vão agora apoiar a implementação do plano de ação, assente em seis eixos estratégicos: educação alimentar e nutricional; investigação do património gastronómico; formação e capacitação de profissionais e amadores; fomento de parcerias entre diferentes áreas criativas; cooperação em eventos e intercâmbios internacionais; e comunicação e sensibilização.

O plano de ação contempla a implementação de três ações nacionais concretas: Programa Concelhio de Comida Saudável e Sustentável; Hub de Investigação, Salvaguarda, Proteção e Transmissão do Património Gastronómico; e Filme Documental sobre o pão doce de Santa Maria da Feira. São igualmente três as ações internacionais a realizar: Conferência Internacional “Food 4 Thought”, em 2025; Programa de Intercâmbios “Diversity FOOD”; e TemperART – Open Call Internacional para Residências Artísticas.

O vereador do pelouro da Cultura, Educação, Turismo e Juventude, Gil Ferreira, explica que “o programa estratégico da candidatura associado ao património gastronómico de Santa Maria da Feira e da região de Entre Douro e Vouga pretende sobretudo promover uma mudança de atitudes na sociedade, no entrecruzamento das dimensões saúde e alimentação, tendo como âncora os valores da sustentabilidade e da autenticidade.”

No total, foram 49 as cidades que aderiram à Rede de Cidades Criativas da UNESCO em 2021. “Um reconhecimento do compromisso das cidades em colocar a cultura e a criatividade no centro do desenvolvimento e em partilhar conhecimento e boas práticas”, lê-se na nota divulgada pela UNESCO esta manhã.

Para além de Santa Maria da Feira, também a Covilhã foi designada Cidade Criativa da UNESCO, na área do Design.