TAD indefere providência cautelar do Marítimo relativamente ao processo de licenciamento do Boavista na Liga
TAD indefere providência cautelar do Marítimo relativamente ao processo de licenciamento do Boavista na Liga

TAD indefere providência cautelar do Marítimo relativamente ao processo de licenciamento do Boavista na Liga

Partilhar:

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) deu razão à Liga na providência cautelar apresentada pelo Marítimo relativamente ao processo de licenciamento do Boavista.

A medida apresentada pelo clube madeirense, que caiu para a Liga 2, a meio de julho, alegava irregularidades na inscrição dos axadrezados, e foi indeferida pelo TAD, sendo dada razão à Liga.

Em declarações à agência Lusa, o presidente do Boavista, Vítor Murta, disse ter acolhido “sem qualquer surpresa” a decisão do TAD, mas lamentou “todo o ruído criado por quem, a todo o custo, pretendeu mostrar aos seus a incompetência revelada nas quatro linhas”.

Antes, no início de julho, o Marítimo já apresentara uma providência contra a Liga por causa do Estrela da Amadora, alegando irregularidade no capital social da SAD estrelista.

É a segunda vez que o TAD dá razão à Liga, depois da do SC Covilhã relativa ao licenciamento do Leixões.

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *