Tribunal condena a 15 anos de prisão autor de atropelamento mortal na Maia

Tribunal condena a 15 anos de prisão autor de atropelamento mortal na Maia

11/03/2021 0 Por admin
Partilhar:

EDIÇÃO: Beatriz Cação – UFP

Jovem atropelou intencionalmente um amigo, causando-lhe a morte. O crime aconteceu depois de uma discussão entre ambos, após uma viagem na Maia.

O homicida de 21 anos, vendedor de automóveis, foi condenado por homicídio qualificado e condução sem carta. O Tribunal de Matosinhos condenou o arguido a 14 anos e 8 meses de prisão, e pela condução sem carta oito meses de prisão, devendo assim cumprir uma pena de 15 anos.

O tribunal confirmou que o vendedor teve a intenção de matar o amigo, utilizando assim, o carro como a arma do crime.

Tudo aconteceu às 18:30, do dia 12 de abril de 2020, na via Adelino Amaro da Costa, concelho da Maia, distrito do Porto. A discussão iniciou-se no banco traseiro do carro em que seguiam, onde ambos entraram num confronto, não sabendo a causa do início da mesma, revelou a agência Lusa. A alteração do comportamento dos opositores fez com que o condutor, irmão do homicida, parasse o carro, levando à saída de todos os ocupantes, e por sua vez os confrontos físicos continuaram no exterior.

Foi o irmão do arguido quem travou o confronto. A acusação do processo refere “instantes depois, o arguido passou para o lugar do condutor, colocou o veículo em funcionamento e iniciou a marcha. Depois, inverteu o sentido de marcha, acelerando sempre enquanto apontava o veículo automóvel na direção ao corpo do ofendido, atingindo-o”, a vítima sofreu lesões graves ficando inanimada.

Pelas 21:05, a vítima deu entrada no Hospital de São João, do Porto, entubada. Foi submetida a várias manobras de suporte avançado de vida, mas o óbito foi declarado às 23:25, devido a uma paragem cardiorrespiratória.