Voleibol: Sereias conquistam Taça de Portugal em Matosinhos

Voleibol: Sereias conquistam Taça de Portugal em Matosinhos

14/03/2021 0 Por admin
Partilhar:

As leixonenses entraram mal e o Sporting aproveitou, mostrando-se mais sereno e cometendo poucos erros e isto permitiu-lhe ganhar muito cedo uma vantagem pontual (7-3, 11-4 e 15-9) que não mais perdeu, fechando o primeiro ‘set’ por 25-16.

O Leixões também pagou caro a desinspiração da sua libero, Beatriz Basto, na receção, mas recompôs-se no parcial seguinte, com muita garra e com maior eficácia nos vários capítulos do jogo, com destaque para o ataque, com a argentina Maria Noel Pandulli a sobressair.

Nesse segundo ‘set’, o Sporting já não foi tão forte no serviço e no ataque e o Leixões subiu de rendimento gradualmente. Depois de alguma indefinição no marcador (13-13, 16-16 e 19-19), as leixonenses tomaram conta do jogo (21-19 e 24-21) e Maria Noel Pandulli acabou com as dúvidas com um pormenor excelente.

O Leixões abriu o terceiro parcial com um serviço para fora, mas o Sporting parecia ter perdido a confiança e a segurança iniciais e viu-se a perder por 11-6 face a um opositor em crescendo. Com alguma naturalidade, as leixonenses ganharam este ‘set’ por 25-17, desta feita com um remate cruzado de Maria Noel Pandulli.

Embalado, o Leixões fez 3-0 no quarto parcial, depois 8-4 e manteve-se sempre na frente, apesar de algumas aproximações do Sporting, que nunca deixou de tentar mudar o rumo dos acontecimentos. A diferença chegou a ser de um ponto (16-15 e 18-17 e 19-18), mas sempre com as leixonenses no comando.

A emoção e a tensão subiram e aí surgiram novamente as individualidades da equipa de Matosinhos, com destaque para a inevitável Marian Noel Pandulli e também para Fernanda Silva, ambas muito fortes no ataque.

A reta final foi dominada pelo Leixões, que venceu o parcial por 25-20 e a final desta edição da Taça de Portugal. Foi o nono troféu conseguido pela equipa, que já não o conquistava desde a época 1990/91, com a capitã Juliana Antunes, que não jogou por vir de uma lesão grave, a levantar a taça.

Foto: CMM