Braço de ferro no negócio de Vitinha
Braço de ferro no negócio de Vitinha

Braço de ferro no negócio de Vitinha

Partilhar:

Texto escrito por Mariana Melo

Ao que tudo aparenta a razão do braço de ferro estará na forma de pagamento, o Paris Saint-Germain propõe saldar os 40 milhões de euros em três prestações, contudo a Sociedade Anónima Desportiva (SAD) portista quer cláusula de rescisão a pronto, o que está a atrasar a oficialização da transferência.

O negócio está alinhado, mas ainda falta a confirmação da contratação de Vitinha por parte do Paris Saint-Germain. O campeão francês ainda não anunciou oficialmente o nome do novo treinador, contudo essa não será a razão do atraso.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.